BLOG Malta

A Arqueologia e os Templos


A Arqueologia



Desde que o Homem começou a construir barcos e aventurar-se pela costa maritima, foi possível chegar às ilhas maltesas vindos da vizinha Sicília. Pode-se imaginar o primeiro humano cruzando o canal, quando viu uma nova terra pela primeira vez. O que eles descobriram parece ter sido do seu agrado, pois se estabeleceram nas ilhas maltesas por volta de 5000 aC, trazendo consigo a vida comunitária e também a agricultura.



Os primeiros vestígios desses primeiros humanos nas ilhas foram identificados dentro de Ghar Dalam e outras cavernas. Em Ghar Dalam foram descobertas várias estratigrafias que indicavam a formação das ilhas. Nessas camadas, foram identificados os restos fossilizados de vários animais pré-históricos, nomeadamente raposas, lobos, ursos-pardos, hipopótamos e elefantes. Diferentes espécies dos dois últimos animais foram descobertas nas camadas inferiores, sendo a mais interessante os elefantes de tamanho anão, que receberam o nome científico de Elephas melitensis.





Viver em cavernas sempre foi uma prática das comunidades mediterrâneas, como pode ser visto até hoje em várias partes da região. Como o calcário é comum em todo o Mar Mediterrâneo, também existem inúmeras cavernas naturais desgastadas pela água. A pedra macia também levou as pessoas a começarem a trabalhar com este recurso natural muito importante, levando à construção de pequenas cabanas, muros e até mesmo uma aldeia em Skorba.Essas pessoas também introduziram a agricultura, trazendo consigo diferentes sementes e animais domesticados.





No devido tempo, esses primeiros agricultores ficaram mais confiantes no uso do calcário local Globigerina e começaram a fazer experiências na construção de santuários maiores. Os principais locais do período são o Hal Saflieni Hypogeum subterrâneo e os templos de Hagar Qim, Mnajdra, Tarxien e Ggantija em Gozo. Esses templos são considerados os edifícios autônomos mais antigos do mundo, e a UNESCO considerou que esses vestígios são considerados Patrimônio Mundial.





Desde a antiguidade, existem vários locais importantes de grande interesse arqueológico. Entre as mais comuns estão as várias tumbas pequenas e individuais escavadas na rocha, a mais antiga datável dos fenícios. Perto dos sulcos de carrinhos mencionados acima em Buskett estão várias tumbas escavadas na rocha que podem levar dois corpos de cada vez. Esses favos são geralmente estudados para indicar onde se estabeleceram as primeiras comunidades fenícias e seu modo de vida.



Os fenícios introduziram a escrita e a cunhagem nas ilhas. Eles ocuparam a cidade de Mdina, localizada no centro, e construíram um anel de muralhas para protegê-la de piratas saqueadores.

Eles também devem ter ocupado áreas costeiras para sua atividade marítima. Os cartagineses mantiveram a mesma mentalidade, embora tenham introduzido residências no campo. Essas casas de fazenda rurais tinham áreas residenciais e também áreas de trabalho. As ilhas foram atacadas pela potência romana emergente e finalmente conquistadas em 218 aC, durante a Segunda Guerra Púnica. Isso levou a um novo tipo de governo e mentalidade, embora a cultura permanecesse muito ligada à do norte da África, como acontecera nos séculos anteriores.





Existem pelo menos dois outros sítios romanos importantes. Um são os Banhos Romanos, que no momento estão sendo restaurados. Os banhos consistem num complexo de várias salas, típico do sistema de banhos romanos. Eram erguidas na vinicidade de um recurso natural e a água era então canalizada para o complexo. O complexo inclui vestiários, as várias salas associadas ao ritual romano de tomar banho, latrinas e uma piscine. O chão da maioria dos quartos ainda está em bom estado e é coberto por mosaicos. Em Burmarrado, nas próximidades da Baía de São Paulo, encontram-se os restos de uma vila no campo. Esta área estava em uso desde a Idade do Bronze e também foi ocupada durante os períodos seguintes.





Os romanos ergueram uma quinta, com uma área de trabalho anexa. A tradição local afirma que a villa pertenceu a Publius, o governador maltês em 60 DC, quando recebeu São Paulo e seus companheiros, foi também aqui que ele curou o pai enfermo de Publius, o que levou o governador a se converter ao cristianismo. Na época medieval, uma pequena igreja foi erguida sobre a abertura do poço, encontrado nesta villa, que teria sido usada por Paulo para batizar Publius.



"Buracos de Carroça"

Os vestígios arqueológicos mais enigmáticos das ilhas são os chamados buracos de carroça. São sulcos escavados na rocha sólida, sempre aos pares. Eles parecem ser semelhantes em conceito aos trilhos dos comboios modernos. Alguns exemplares estendem-se por grandes distâncias, mas é difícil saber para onde vão. Ao mesmo tempo, também é um mistério o tipo de carga que eles carregavam. Os sulcos são em forma de V e são muito semelhantes em profundidade e largura. Os sulcos das carroças podem ser vistos em várias localidades, as mais interessantes são aquelas nos limites de San Pawl Tat-Targa de Naxxar; aqueles próximos aos Buskett Gardens, conhecidos como Clapham em Gozo. Ainda há debates sobre a que período devem ser associados. Alguns acreditam que são pré-históricos, enquanto outros datam da época fenícia, púnica ou romana. Várias pedreiras que datam do período romano foram identificadas perto de buracos em Buskett.





Hal Saflieni Hypogeum



Este é o único complexo subterrâneo que sobreviveu deste período. Escavado na rocha viva, começando por volta de 3500 aC, este complexo começou quando a comunidade pré-histórica parece ter decidido continuar a cavar mais fundo na terra para estender seus cemitérios. O complexo subterrâneo também nos dá uma boa ideia de como os templos acima do solo seriam em seu apogeu. A decoração das paredes com ocre vermelho e as características arquitetônicas se repetem nos templos. Vários itens foram descobertos aqui, sendo o mais importante a pequena estatueta de terracota da Senhora Adormecida, uma obra-prima da arte pré-histórica, que pode ser admirada no Museu de Arqueologia de Valletta.







Templos Tarxien



O complexo Tarxien possui pelo menos quatro templos. O templo mais antigo data de cerca de 3.200 aC e é feito principalmente de pequenas pedras. O segundo templo é completamente diferente porque foram usadas  grandes pedras na sua construção. Seus construtores estavam mais confiantes e dominavam completamente as técnicas de construção em pedra. O terceiro templo é mais elaborado. A fachada é impressionante, embora a maior parte do que se possa ver seja uma reconstrução.





O pátio central parece ter sido usado para celebrações em massa, já que os templos aparentemente ostentavam essas quadras abertas na frente de sua entrada principal. O interior, e especialmente as duas primeiras salas semicirculares, ou absides como são chamadas, são consideradas as mais decoradas de todos os templos. As várias pedras têm desenhos em espiral em relevo, assim como animais, e existe também uma colossal estátua de uma figura humana (a Mulher Gorda). O último templo é outra joia da construção de templos pré-históricos, com suas colunas, calçadas e outras decorações perfeitamente alinhadas.







Hagar Qim

Datado de 3300 aC, está localizado na parte sudoeste da ilha. Hagar Qim não seguiu os planos habituais da construção de um templo, como quando estava sendo ampliado ao longo dos séculos. Outros acrescentos interromperam o plano típico. Os quartos ou ábsides, são acedidos por curiosos orifícios talhados na rocha. Muito material interessante foi desenterrado em Hagar Qim, desde logo um altar-pilar decorado e várias estátuas de mulheres gordas. O templo foi recentemente coberto com um abrigo de proteção para evitar uma maior deterioração.







Templo Mnajdra

A caminhada em direção aos templos Mnajdra apresenta um cenário mais próximo ao das comunidades pré-históricas. O segundo dos três templos aqui contém o que é considerado o mais antigo calendário de pedra do mundo. Parece ter sido construído para indicar o início das quatro estações, pois os raios do sol nascente atingem certos cantos do templo para indicar que uma nova estação estava começando. Esses fenômenos ainda hoje podem ser observados.







 



Partilhar isto


Relacionado

Campanha Djerba Lovers
Categoria: Blog

Black Friday
Categoria: Blog

Malta